Revista Fonte de Luz - Setembro/2022

revista-fonte-luz-setembro-2022

Tudo bem não estar tudo bem o tempo todo

“Muitas vezes o ser humano passa por momentos muito difíceis, e nem sempre está 100% bem. […] São situações que vão desde o nosso dia a dia, como estresse no trabalho, em casa, e chegam até a ser situações mais desafiadoras, como o fim de um relacionamento, doenças, o desligamento de um emprego, a perda de um ente querido, para citar alguns exemplos. Ninguém consegue passar indiferente a situações como essas; todas elas provocam em nós algum movimento interior, que na maioria das vezes é doloroso e incômodo. […] O que devemos fazer nesses momentos? Simplesmente ignorar? Fingir que eles não estão ali? Por serem incômodos e dolorosos, muitas pessoas buscam ignorar, divertirem-se em algum lugar cheio de gente abusam de bebidas e outras substâncias que anestesiam a mente para esquecer. Mas sabemos que isso não resolve; passado o efeito, os sentimentos voltam ainda mais fortes. Fazer isso seria como “jogar a poeira para debaixo do tapete”. Precisamos, então, entender o porquê de ocorrerem essas situações em nossas vidas. […] por mais difícil que pareça, essas dores surgem como estímulos para nossa alma, para nos mostrar onde podemos melhorar. A Seicho-No-Ie ensina que o ser humano é Filho de Deus e, portanto, é perfeito. […] é preciso que afirmemos a nossa natureza divina e ao mesmo tempo entender que estamos num processo de manifestação dessa perfeição em nosso dia a dia. É uma evolução constante.”

“[…] há uma dificuldade muito grande em se falar abertamente sobre problemas, dores e frustrações. Às vezes, por desconfiança, medo e até mesmo preconceito. Os homens, por exemplo, têm medo de serem considerados fracos perante os outros, em especial, para a própria família. No subconsciente deles ainda está muito arraigado o conceito de que “homem não chora” porque assim aprenderam em sua infância. Isso só dificulta ainda mais aos homens a falar sobre suas angústias e passar por esses momentos difíceis com um amparo maior. É importante que os homens entendam que o fato de falar sobre o que está passando não demonstra fraqueza, mas sim humildade. E essa postura contribui para, de fato, se tornar ainda mais forte. Portanto, tudo bem não estar bem, todos passam por isso em algum momento da vida. É necessário ter humildade e reconhecer que a ajuda se faz necessária.”.

(Trechos extraídos da edição de setembro de 2022 da Revista Fonte de Luz; autor: Preletor Sede Internacional Luciano Sundin do Lago).

Para ler todo o artigo, assine a Revista ou adquira seu exemplar numa das sedes da Seicho-No-Ie espalhadas pelo Brasil e usufrua de conteúdos de grande significado espiritual, a base para nossa felicidade na vida prática.

Aproveite os minutos disponíveis de seu tempo no dia a dia para revigorar-se de corpo e alma nas palavras sagradas do Ensinamento da Seicho-No-Ie por meio da Revista Fonte de Luz!

Sobre a Revista Fonte de Luz:

Por ser a 1ª revista da SEICHO-NO-IE DO BRASIL, conhecida anteriormente como “Acendedor”, a Revista Fonte de Luz traz artigos que tratam de assuntos direcionados à família e aos iniciantes dos Ensinamentos da Seicho-No-Ie, além de incluir assuntos relacionados a harmonia familiar, empreendedorismo, saúde, universo masculino entre outros.

Através da Revista Fonte de Luz, seus leitores encontrarão orientações que os auxiliarão a superar os desafios do seu cotidiano.

Compartilhe esta página!