O que é a FSH?

Seja bem vindo!

“Esse evento é conhecido como ‘Festividade’ porque, para os espíritos do mundo espiritual, essa ocasião é um dia de grande festa, de alegria plena.”

– A Prosperidade em Suas Mãos, Yoshihico Iuassaca

A Festividade do Santuário Hōzō do Brasil é um grandioso evento que reúne tanto no mundo terreno como no mundo espiritual, milhares de pessoas na Academia Sul-Americana de Treinamento Espiritual da Seicho-No-Ie – Ibiúna (SP), para juntas orarem às almas de seus antepassados, manifestando sentimento de amor e gratidão a eles.
A Verdade de que a Vida é eterna constitui a base da moral prática e da religião prática. É por isso que demonstramos sincero sentimento de reverência às almas dos antepassados.

Através da leitura da Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade, todos os participantes podem transmitir seu amor e gratidão a essas almas, as quais se elevam a planos mais elevados do mundo espiritual através dessas vibrações.

É isso que faz a Festividade ser tão especial: quando você participa, com profundo sentimento de amor e gratidão, o mundo espiritual se regozija e se une ao plano material, e todos com grande alegria recebem as bênçãos de Deus que vêm através das palavras da Verdade.

O significado fundamental de orar no Santuário Hōzō do Brasil

“A Vida de todo ser humano está ligada aos antepassados. Se não agradecermos às raízes da Vida, seremos como a flor amputada do caule, por mais que seja bela e vistosa, logo murchará e secará”. (Seicho Taniguchi).
Oramos com sincero sentimento de gratidão e amor.

Ao orarmos no Santuário Hōzō do Brasil:

  • Agradecemos às Divindades Consagradas no Santuário;
  • Agradecemos às almas dos antepassados que estão protegidos e orientados pelas Divindades Consagradas.
  • Solicitamos às Divindades Protetoras do Santuário orientação para desenvolver o Movimento de Iluminação da Humanidade – Movimento Internacional de Paz pela Fé.
  • Recebemos das Divindades e dos antepassados orientação individual, mas também ideias e força para atuar em prol do Movimento de Iluminação da Humanidade – Movimento Internacional de Paz pela Fé.

Por que devemos orar para nossos antepassados?

Nascer e receber um corpo carnal significa ter a oportunidade de matricular-se na maravilhosa escola da vida, ou seja, significa obter a permissão para autoexpressão e aprimoramento. O benefício da oportunidade foi concedido pela união do papai e da mamãe. Não importa em que circunstância seus pais tenham se relacionado, o fato é que você foi agraciado com essa vida atual e isso já é motivo para respeitá-los e reverenciá-los sempre e para sempre. Da mesma forma, para que seus pais nascessem, foram necessários seus avós, bisavós, trisavós, tetravós e, assim, sucessivamente. Portanto, a todo instante, é necessário celebrar o seu nascimento, dedicando aos pais e antepassados seus sinceros sentimentos de gratidão e amor.

Os “alimentos” mais nutritivos para as almas de nossos antepassados são as boas vibrações mentais que lhe enviamos. Isso constitui a melhor forma de prestar-lhes homenagem. Por isso, aconselha-se ler para eles as palavras da Verdade contida nas Sutras Sagradas.

Para orar aos antepassados no Santuário Hōzō do Brasil adquirimos os registros espirituais, inscrevemos os nomes de nossos antepassados nos registros espirituais, para que seja evocado um a um e passem a receber as palavras da Verdade. Podemos inscrever também parentes, familiares, amigos e conhecidos.

Cerimônias

Apesar do dia do evento ser geralmente o segundo domingo do mês de abril, por ser o mais lembrado pelas emoções geradas pela Cerimônia Principal, na verdade a Festividade começa bem antes, com outras Cerimônias imprescindíveis que a antecedem, tendo cada qual todo um significado espiritual profundo.

E é na Cerimônia de Evocação que, junto aos novos registros espirituais a serem evocados são recebidas as respectivas almas, que vêm participar dessa festa espiritual junto aos seus descendentes e pessoas queridas.

Cerimônia em Memória dos Anjinhos Anônimos

“No entanto, sabemos que existem milhões de embriões e fetos que foram abortados e cujas almas permanecem anônimas no mundo espiritual, lançadas ao esquecimento. Por isso, erigiu-se o Monumento dos Anjinhos Anônimos da Ibero-América e África Latina, para orarmos por essas almas”.

– Santuário Hōzō, Templo da Cura Divina, Eduardo Nunes da Silva

Na Seicho-No-Ie, aprendemos que a Vida tem início no momento da concepção. Por isso, quando ocorre, por razões imperiosas do mundo fenomênico, o aborto provocado ou espontâneo, ressaltamos a importância de reconhecer esse anjinho como membro da família e orar por sua alma, de forma a acolhê-la e tranquilizá-la. Mas sabemos que nem sempre isso acontece, e os anjinhos que não puderam receber o reconhecimento de seus pais, são chamados de Anjinhos Anônimos. E é para elas que dedicamos orações em Cerimônia específica.

A Cerimônia no Monumento aos Anjinhos Anônimos dos Países Ibero-Americanos e África Latina acontece logo após a Cerimônia Principal da Festividade. É uma oportunidade para, através da leitura da Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade, acolhermos essas pequenas vidas com o amor e gratidão que merecem, para que elas se sintam membros reais e efetivos do lar em que iriam nascer.

Em caso de dúvidas, entre em contato pelo e-mail oficiosreligiosos@sni.org.br ou Whatsapp (11) 5014-2246.

Esperamos por você e seus entes queridos nesse maravilhoso evento!

Muito obrigado!

Superintendência de Ofícios Religiosos da SEICHO-NO-IE DO BRASIL

O solo é Deus, as raízes são os antepassados, o tronco simboliza os pais, e os galhos e as folhas são os filhos.