Casa de Repouso Começa a Retomar Vida Normal Pós Auge da Pandemia

funcionárias da casa de repouso

Depois de dois anos de isolamento social e de restrição da presença de familiares, residentes já podem receber visitas, mas ainda acompanhando a flexibilização que está sendo paulatina.

A Pandemia da Covid-19 completa dois anos no dia 11 de março de 2022 e finalmente ares mais puros sopram no Planalto Paulista, onde está localizada a cidade de Ibiúna/SP e a Casa de Repouso da Grande Harmonia.

Após dois anos do isolamento social que restringiu visitas e impactou o dia a dia dos 19 residentes, as visitas começam a ser permitidas em uma maior escala, bem como também a saída para comemorações de datas especiais com os familiares.

Confira, neste artigo especial, mais informações sobre como vem sendo o início de 2022 e a flexibilização das regras sanitárias na Casa de Repouso, e a perspectiva do Presidente da diretoria da instituição, Preletor da Sede Internacional Antonio Shotaro Ishida Oshima, para a sequência dos trabalhos e a melhoria contínua do atendimento.

Um início de ano movimentado – Não faltam no dia a dia da Casa de Repouso atividades que alegram, divertem e trabalham a memória dos residentes. Uma vez ao mês a Assistente Social Ellen Pimentel realiza uma roda de contação de histórias em que ela mesma faz a narração.

A Pandemia da Covid-19 completa dois anos no dia 11 de março de 2022 e finalmente ares mais puros sopram no Planalto Paulista, onde está localizada a cidade de Ibiúna/SP e a Casa de Repouso da Grande Harmonia.

Após dois anos do isolamento social que restringiu visitas e impactou o dia a dia dos 19 residentes, as visitas começam a ser permitidas em uma maior escala, bem como também a saída para comemorações de datas especiais com os familiares.

Confira, neste artigo especial, mais informações sobre como vem sendo o início de 2022 e a flexibilização das regras sanitárias na Casa de Repouso, e a perspectiva do Presidente da diretoria da instituição, Preletor da Sede Internacional Antonio Shotaro Ishida Oshima, para a sequência dos trabalhos e a melhoria contínua do atendimento.

Um início de ano movimentado – Não faltam no dia a dia da Casa de Repouso atividades que alegram, divertem e trabalham a memória dos residentes. Uma vez ao mês a Assistente Social Ellen Pimentel realiza uma roda de contação de histórias em que ela mesma faz a narração.

O jogo da memória ajuda na manutenção da saúde mental dos residentes.

Também mensalmente são celebrados os aniversariantes do mês. Um bingo com premiação simbólica faz a alegria de todos, que se demonstram bem animados acompanhando o sorteio dos números. “Eles pedem para seguir jogando mesmo depois que acabam as premiações”, conta Ellen.

Caça-palavras, jogo da memória também com palavras e brincadeira de passar a bola e dizer alguma cor ou fruta que inicia com uma letra do alfabeto, estão entre as atividades recreativas preferidas de todos.

Toda última terça-feira do mês, os aniversariantes sopram velas e são aplaudidos por todos.

No Dia Internacional da Mulher (08 de março) foram distribuídas lembrancinhas para todas as funcionárias e as residentes mulheres, em mais um belo desfile de sorrisos afáveis.

Vale uma menção especial para um vídeo que o Preletor Paulo Fujinaga gravou em homenagem a um jovem líder da Associação dos Jovens em idioma japonês, que está terminando sua gestão e a família solicitou um registro por parte do ilustre residente.

Preletor Paulo Yasuo Fujinaga, residente da Casa de Repouso desde o começo de 2020, ficou feliz ao gravar mensagem solicitada por familiares de dirigente da Associação dos Jovens.

Restrições relacionadas ao distanciamento social serão flexibilizadas, mas funcionários da Casa de Repouso continuarão usando máscaras.

Psicóloga comenta sobre como residentes enfrentaram a travessia da fase da Pandemia – A Psicóloga Viviane Marcele Rosa de Oliveira presta atendimento na Casa de Repouso uma vez por semana, fazendo o acompanhamento e prestando o apoio necessário no enfrentamento psicológico dos efeitos acarretados pela Pandemia da Covid-19.

“Assim como toda a população mundial, eles também foram afetados por receios, angústias e medos relacionados aos desgastes do forçoso isolamento social”, explica Viviane, que revelou a estratégia de tratamento desenvolvida junto a todos: “Esse momento bastante delicado exigiu que fizéssemos uma escuta qualificada e prestássemos amparo às demandas específicas de cada residente”, coloca a psicóloga.

Flexibilização de protocolos será paulatina e cuidadosa – Mesmo com a dispensa da máscara em ambientes externos pelo Governo do Estado de São Paulo, anunciado na quarta-feira, dia 09 de março, o Presidente da diretoria da Casa de Repouso da Grande Harmonia, Preletor da Sede Internacional Antonio Shotaro Ishida Oshima, informa que por força da tradição do atendimento que é feito aos residentes, os cuidados continuarão, como desde sempre, sendo redobrados.

As visitas já estavam liberadas, mas em áreas externas, o que foi novamente evitado com a chegada da variante ômicron, sendo retomadas agora. Os residentes também podem ir passar finais de semana ou datas especiais com seus familiares, desde que quando retornem passem por um período cumprindo algumas regras de distanciamento. Mesmo com a flexibilização das regras sanitárias, tomaremos cuidados redobrados para proteger nossos residentes, conforme é praxe da gestão da Casa de Repouso desde que foi fundada.”

Preletor da Sede Internacional Antonio Shotaro Ishida Oshima

O presidente da Casa de Repouso salienta ainda que irá conversar com o geriatra responsável a fim de redefinir, sob aquiescência da diretoria, quais exatamente serão os novos protocolos. O que se sabe de antemão é que a flexibilização será paulatina e cuidadosa.

Será estudado o momento em que os visitantes poderão adentrar nas dependências dos alojamentos e área interna. Atualmente, quem chega só pode ser recebido na área externa, ao ar livre, onde os residentes se sentam a uma distância segura de seus amados familiares, que tanto fizeram falta no longo período de isolamento prescrito pelas autoridades.

Avanços previstos, a depender da adesão de novos mantenedores – O Prel. Oshima informa que há planos que podem avançar, a depender de como se dará o andamento das campanhas de arrecadação previstas para 2022.

“O desafio tem sido enorme nesses últimos dois anos, porém sabemos que podemos e devemos avançar com a futura contratação de mais profissionais tais como um recreacionista, por exemplo, que pode aumentar os momentos de interatividade lúdica que os residentes tanto amam”, antevê o presidente, que ainda salienta: “Está em nosso horizonte também o reconhecimento e a valorização cada vez maior dos nossos funcionários, que prestam serviços de excelência”, ressalta o preletor que, não obstante, sabe que tais avanços dependem da adesão de mais mantenedores com contribuição mensal.

Na despensa da Casa de Repouso é possível perceber visualmente, observando alguns espaços vazios nas prateleiras, que é constante e intenso o esforço para manter o atendimento aos residentes. Não há falta graças às campanhas e à contribuição de todos, seja de doadores esporádicos seja de mantenedores fixos.

Preletor Oshima enxerga nos doadores da Casa de Repouso um coração divino – Nitidamente emocionado ao conceder entrevista para o espaço do Gabinete de Assistência Social e Filantropia no Portal da SEICHO-NO-IE DO BRASIL, o Prel. Oshima descreveu doutrinariamente a caridade demonstrada pelos doadores esporádicos e pelos mantenedores fixos mensais da Casa de Repouso.

Vejo um grandioso coração divino, infinitamente abençoado, nos doares, porque eles dão testemunho concreto de que se estamos vivos não é pela comida que comemos, pelo dinheiro que ganhamos ou até pelo ar que respiramos, mas estamos vivos porque somos vivificados pela Vida e pelo amor de Deus que Se manifesta na forma das doações. Cada vez que vou à Casa de Repouso sinto que respiro ali não o simples ar, mas que ali é possível inspirar e sentir o próprio amor das pessoas que generosamente fazem sua contribuição."

Preletor da Sede Internacional Antonio Shotaro Ishida Oshima

O Prel. Oshima também disse que realiza a Oração pela Felicidade de toda a humanidade, da obra Sutra Sagrada A Verdade em Orações volume 1, para todos os doadores, sempre com profundo sentimento de gratidão e meditando sobre o significado profundo do seu conteúdo: “Nessa oração o Sagrado Mestre Masaharu Taniguchi explica que o grau de felicidade de uma pessoa é dado não pela sua posição ou posses, mas justamente pelo grau de felicidade que consegue proporcionar aos seus semelhantes”, ensina o preletor, que arremata: “Todos que doam para a Casa de Repouso já alcançaram esse despertar, ou o alcançarão brevemente justamente por expressarem o amor de Deus, proporcionando ao próximo que ele seja vivificado por Deus”.

Gratidão aos mantenedores e doadores e um chamado especial do Preletor Oshima – Cada vez que o Prel. Oshima pede que registremos a gratidão que sente pelos doadores, ele fica literalmente a procurar palavras, não porque elas não venham. Pelo contrário, ele as vai empilhando e sobrepondo umas às outras e cada qual mais repleta de genuína gratidão.

Qualquer que seja a quantia, a pessoa recebe a infinita gratidão, não apenas minha, mas de todo o Movimento e de Deus. As doações esporádicas são fundamentais, mas gostaria de fazer um chamado especial a todos que tomarem contato com esta publicação, para que pensem na possibilidade de se inscreverem como mantenedores, pois essa modalidade será ainda mais vital para a manutenção da Casa de Repouso nesse pós auge da pandemia, muito obrigado.”

Finaliza o Preletor da Sede internacional Antônio Shotaro Ishida Oshima, um exemplar líder do Movimento que se dedica 24 horas por dia nos sete dias da semana em prol da Seicho-No-Ie.."

Quem quiser ajudar de alguma forma, ou mesmo se inscrever como Mantenedor, entrar em contato direto com a Prela. Rosane pelo Whatsapp (11) 99218-7600, ou acesse pelo botão ao lado.

Compartilhe esta página!