Preletora Suely Cornelsen revela como a mulher moderna pode se realizar por meio de sua espiritualidade

Suely Cornelsen FOTO 1 scaled e1659542189478 Preletora Suely Cornelsen revela como a mulher moderna pode se realizar por meio de sua espiritualidade

A líder que, de organizadora de uma oração semanal em prol das mulheres, chegou a Vice-Presidente da Associação Pomba Branca da SEICHO-NO-IE DO BRASIL, nos anos 1990, revela o segredo do sucesso para quem deseja trilhar uma jornada feliz e iluminada em todos os aspectos.

Ainda hoje, cada vez que coloca os pés em um palco para proferir uma palestra da Seicho-No-Ie, a Preletora em Grau Sênior Suely Cornelsen esparrama o seu carisma radiante, sempre acompanhado de um sorriso inconfundível.

Não foi diferente na quase uma década em que atuou como Vice-Presidente da Associação Pomba Branca da SEICHO-NO-IE DO BRASIL, nos anos 1990. Hoje ela é Vice-Presidente da Federação das Associações Pomba Branca da Regional PR-CURITIBA e cumpre escalas para orientar eventos nas Academias de Treinamento Espiritual e Regionais da Seicho-No-Ie de todo o Brasil.

“A Associação Pomba Branca salvou a minha vida e posso atestar que essa Organização proporciona o equilíbrio que a mulher moderna deseja encontrar entre a sua espiritualidade e o seu cotidiano”, garante a Prela. Suely Cornelsen.

Acompanhe, na Seção Mulheres que Inspiram, uma entrevista especial com esse ícone do Movimento da Seicho-No-Ie, que há 45 anos divulga o Ensinamento que proporcionou o seu despertar espiritual, a reconciliação profunda em família e a realização como uma mulher feliz, na suprema acepção que essa expressão pode guardar.

 

Revista Mulher Feliz – Como conheceu a Seicho-No-Ie e se tornou uma líder renomada da Associação Pomba Branca?

 

Preletora em Grau Sênior Suely Cornelsen (Prela. Suely Cornelsen) – Conheci a Seicho-No-Ie em outubro de 1974, então com 27 anos. Eu era interessada em Espiritismo e frequentava a casa do pai de uma amiga, o renomado escritor e psicógrafo reconhecido Hercílio Maes, cujo mentor era o espírito Ramatís. Um dia, após dizer a ele que eu desejava ir mais além em termos de conhecimento, disse-me que me encaminharia para o ensinamento máximo da espiritualidade sobre a face da Terra, segundo ele a Seicho-No-Ie. Relutei no começo. Eu, àquela época ainda com uma certa soberba, vi um exemplar da Revista Acendedor (hoje Fonte de Luz) e duvidei que numa publicação de dimensões tão pequenas pudesse caber o “ensinamento máximo”. Mas logo percebi a grandiosidade e comecei a realizar, todos os dias, às 6h30min, na sede da Seicho-No-Ie de Curitiba, a Meditação Shinsokan, conduzida pelo então Supervisor Administrativo Doutrinário da Regional PR-CURITIBA, o saudoso Preletor Norikatsu Onishi, líder de inestimável valor. Assim foi durante três anos a fio, o suficiente para eu começar a me aprimorar espiritualmente.

 

Revista Mulher Feliz – Conte-nos o processo pelo qual, de uma oração semanal que acolhia mulheres, a sra. acabou fundando uma Associação Local e depois se destacando como Presidente de Federação da Regional PR-CURITIBA, o que a levou a ser chamada para ser Vice-Presidente Nacional da Associação Pomba Branca.

 

Prela. Suely Cornelsen – Na residência de uma mulher notável, a saudosa e queridíssima Mercedes Mann Richter, começamos a realizar orações todas as quintas-feiras pela manhã. Começaram a aparecer mulheres pedindo para participar. Senti no meu coração, então, que devíamos abrir uma Associação Local (AL), a da Vila Mercês. Tornei-me a primeira Presidente da Pomba Branca. No começo, as frequentadoras precisavam trazer os próprios assentos de casa, mas não era impedimento. A atmosfera de desejar, do fundo da alma, a felicidade daquelas mulheres fez com que superássemos tudo. Certa vez, pedindo orientação espiritual sobre como adquirir uma estrutura para a realização das reuniões, cheguei a sonhar com o então diretor da SEICHO-NO-IE DO BRASIL, saudoso Preletor Isao Honda. No sonho, ele veio e me disse para usar uma mesa que tínhamos para oferecer bolos e quitutes, a cinco cruzeiros cada. Pus em prática e logo já tínhamos as cadeiras e equipamentos de som. Na sequência, inclusive, chegamos a levar um ônibus para uma Convenção Nacional da Seicho-No-Ie, em São Paulo/SP, somente da nossa Associação Local, sem que ninguém precisasse pagar nada. Fiquei seis anos como Presidente da AL, sendo a seguir chamada para assumir a presidência da Federação das Associações Pomba Branca da Regional PR-CURITIBA. Dessa época, também sou muito grata ao saudoso Preletor Moritoshi Hiramine e ao Preletor Massayuki Higashiyama. Quando tive a honra de ocupar o cargo de Presidente, a Regional passou por um período de grande expansão, capitaneada pelo saudoso Preletor Massaki Iwamoto como Supervisor. Também graças ao endosso dele, fui chamada, no início dos anos 1990, pela Preletora Marie Murakami, então Presidente da Associação Pomba Branca da SEICHO-NO-IE DO BRASIL, para ser sua Vice-Presidente.

 

 

Suely e seus filhos FOTO 4 e1659545378200 Preletora Suely Cornelsen revela como a mulher moderna pode se realizar por meio de sua espiritualidade
A Prela Suely Cornelsen ladeada e sempre celebrada pelos seus filhos, todos felizes, bem-sucedidos e cheios
de orgulho da amada mamãe: (da esq. para a dir.) Mônica Cornelsen Gusi, Engenheira Florestal; Francisco
Manoel Boscardin Sobrinho, formado em odontologia; Prela. Suely Cornelsen; Beatriz Cornelsen Boscardin,
formada em Educação Física e com importante atuação na área da psicomotricidade; Luis Fernando Boscardin
Junior, Engenheiro Mecânico com MBA em Paris.

Revista Mulher Feliz – Quando a sra. começou a atuar pela Seicho-No-Ie, há 45 anos, o perfil da mulher era diferente, mais ligado ao lar. Atualmente, a mulher moderna é multitarefas, precisa trabalhar e se tornar necessariamente uma empreendedora, em todos os sentidos. Como a Associação Pomba Branca pode contribuir decisivamente para o sucesso da mulher da atualidade?

 

Prela. Suely Cornelsen – A Associação Pomba Branca contribui de modo fundamental na medida em que ajuda a manter a conexão da mulher com sua natureza divina e com a essência do feminino. Quando na Seicho-No-Ie afirmamos que a mulher é a “deusa do amor”, não é metáfora. Ao ler, orar e atuar na Organização, e pela Organização, seja como adepta ou dirigente, ela aprende a produzir/emitir pensamentos e sentimentos nobres. É dessa forma que, em si e ao redor, a mulher gera a vibração de serenidade, desperta o seu espírito acolhedor e manifesta a sua força interior na forma do equilíbrio necessário entre os aspectos espiritual, familiar e profissional.

 

Revista Mulher Feliz – O que ocorre na vida de uma mulher que, como a sra., passa a se dedicar como dirigente voluntária da Seicho-No-Ie?

 

Prela. Suely Cornelsen – Ela adquire uma base interior muito forte. O fato de eu ter sido Presidente de Associação Local me modificou interiormente e me salvou. Você tem a oportunidade de criar um ciclo virtuoso, de levar felicidade para as pessoas e ver a felicidade acontecer pela lei do “Dá e receberás”, dentro do lar. A mulher que começa a se dedicar à Organização Pomba Branca encontra, no ato de doar amor, a força interior necessária para olhar para dentro de si e resolver tudo aquilo que a impedia de ser feliz.

 

Revista Mulher Feliz – Existe uma forma ideal de divulgar a Seicho-No-Ie? Na esteira dessa questão, cabe também perguntar qual é o segredo para que uma líder consiga se manter sempre firme, tanto pessoal quanto espiritualmente, mesmo diante de adversidades.

 

Prela. Suely Cornelsen – A forma mais importante de divulgar a Seicho-No-Ie é a vivência e o exemplo. Isso requer prática efetiva do Ensinamento, ou seja, as três práticas religiosas importantes da Seicho-No-Ie: prática da Meditação Shinsokan; leitura de livros, Sutras Sagradas[1] e Cantos em Louvor[2]; e atos de caridade em prol da felicidade do próximo. Além disso, é preciso ficarmos atentas para ouvir a voz de Deus e não a “voz do ego”. A prática surtirá tanto mais efeito quanto nos dispusermos a manter rigorosamente alinhados tudo aquilo que pensamos, dizemos e fazemos. O fundamental é ser honesta consigo mesma, em primeiro lugar. Se você respeita a si mesma, sendo absolutamente sincera, ou seja, nutrindo sinceramente boas palavras no pensar, no falar e na fisionomia sempre alegre, então, naturalmente, estará reverenciando a Vida de Deus que habita o seu interior. Desse estado de pureza mental, da feminilidade e do amor próprio emanam a vibração que atrai colaboradoras. Isso acaba fazendo com que uma mulher e líder se torne bem-sucedida, tanto no aspecto espiritual quanto em todas as outras frentes de sua vida, seja profissional, familiar, social etc.

 

Revista Mulher Feliz – Você conta em suas palestras o relato da sua experiência de reconciliação com os seus pais. Qual a lição mais profunda que a sra. extraiu do fato de ter cuidado de ambos, acamados, até o final da vida deles?

 

Prela. Suely Cornelsen – Eu tinha um perfil de gênio difícil e cobrava da minha mãe que ela me tratasse com mais amor. Percebi que era eu que tinha que dar o amor que eu esperava receber, o que ocorreu quando ela ficou bastante adoentada. Fui morar com ela e meu pai e passei a cuidar deles. Ela, com problema de diabetes, sofria também com sequelas de ter quebrado os dois fêmures. Ele, com Alzheimer, cardíaco e diabético também. Eu tive a sagrada oportunidade de dar banho e trocar fralda de ambos, até seus últimos momentos. Antes de partir, minha mãe me fez garantir que eu iria levar flores ao túmulo dela. Por minha vez, eu pedi que ela um dia aparecesse para mim quando estivesse bem no mundo espiritual. Cumpri minha promessa e ela a dela. Certa vez, dois anos e meio após o passamento dela, enquanto eu fazia uma atividade na Regional PR-CURITIBA, minha mãe apareceu para mim. Flutuava a um metro do chão, estava novamente moça, jovem, muito linda e cheia de um puro e grandioso amor que me envolveu. Então, eu soube que ela estava bem e que finalmente havíamos nos reconciliado profundamente. Devo isso ao Sagrado Mestre Masaharu Taniguchi.

 

Revista Mulher Feliz – Uma de suas características é fazer uso das redes sociais com frequência, especialmente o Facebook; suas postagens rendem bastantes curtidas e comentários, fazendo grande sucesso. Como as redes sociais podem agregar algo à vida da mulher ao invés de dispersar sua atenção, ou ainda significar um compromisso a mais no sentido de exigir de si mesma a presença on-line constante, na forma de novas postagens?

 

Prela. Suely Cornelsen – Posto no Facebook quase todos os dias. Posto somente palavras vindas do Mundo Verdadeiro, ou seja, do Mundo criado por Deus. Portanto, eu seleciono cada uma delas, para que transmitam luz aos meus amigos dessa rede social. Assim como em qualquer interface, seja pessoal ou na modalidade virtual, as palavras devem ser de luz, amor, gratidão, paz. A Internet é uma ferramenta maravilhosa para a mulher moderna, que pode encontrar nela um meio abrangente e eficaz de transmitir mensagens que toquem o coração, inspirem as pessoas e levem alegria. Dessa forma, mais do que um instrumento de distração e mera interação banal, as redes sociais são um excelente caminho para levarmos amor às pessoas, e isso, por si só, enaltece o nosso espírito. Não devemos nos esquecer de que a qualidade das palavras que transmitimos, seja qual for a modalidade, é que faz toda a diferença.

 

Revista Mulher Feliz – Deixe uma mensagem para as mulheres que sentem o desejo de se realizarem também em sua espiritualidade, e ao mesmo tempo se tornarem plenas e felizes em todos os aspectos de suas vidas.

 

Prela. Suely Cornelsen – Mulher, não desista de você! Não desista de ser ainda mais feliz! Você, assim mesmo como é e está, aqui e agora, já é uma grande mulher! Você é uma deusa que carrega dentro de si um santuário que é a casa do santo Filho de Deus, razão pela qual o seu papel é gerar vida, é gerar amor. Não só gerando filhos, mas tornando-se aquela que cria e recria a Vida de Deus em todos os ambientes e circunstâncias. Quanto a trabalhar a sua espiritualidade, atenda ao chamado de Deus! E se o caminho escolhido for atuar em prol da Associação Pomba Branca, eu posso lhe garantir que a mais feliz e reconfortante jornada está à sua espera. Fui salva nesse caminho e tenho certeza de que você, trilhando-o, também se tornará uma mulher realizada em todos os aspectos. Muito obrigada.

 

 

[1]  TANIGUCHI, Masaharu. Sutras Sagradas. São Paulo: SEICHO-NO-IE DO BRASIL.
[2]  TANIGUCHI, Masanobu. Canto em Louvor à Natureza. São Paulo: SEICHO-NO-IE DO BRASIL.
     TANIGUCHI, Masanobu (2015). Canto em Louvor ao Bodisatva Que Reflete os Sons do Mundo. São Paulo:        SEICHO-NO-IE DO BRASIL.
Preletora Suely Cornelsen
Revela como a mulher moderna pode se realizar por meio de sua espiritualidade. Mulher Feliz. São Paulo, Ago./2022. Mulheres que Inspiram pp. 8-12.

Deixe um comentário