Histórico da Academia de Treinamento Espiritual da Seicho-No-Ie – Curitiba – PR

A construção começou a partir do sonho de muitos líderes da Regional PR-CURITIBA. Em 1998, a preletora Jesulina de Aparecida Farias começou a realizar, mensalmente, maratonas de Sutras Sagradas, visualizando uma Academia de Treinamento Espiritual no Paraná, agradecendo a todos os pioneiros.

O preletor Everaldo Vol Pol Bergonzini (in memoriam) que, após conhecer a Academia de Ibiúna em 1979, nutriu o sonho de construir uma Academia na sua cidade – Curitiba – PR, efetuou a doação do terreno, de aproximadamente 80 mil m², para as regionais PR-CURITIBA e PR-V, no ano de 1999.

Já no ano de 2000 foram realizadas atividades de oferenda de trabalho no local doado para a Academia, durante um Seminário de Carnaval que acontecia na Regional PR-CURITIBA, tendo como orientadora a preletora Leonor Ichikawa.

Em 2001 foi realizado o primeiro Seminário de Carnaval e a Academia passou a ser conhecida como CETEC – Centro de Treinamento Espiritual de Curitiba, onde eram realizados treinamentos e seminários das regionais PR-CURITIBA e PR-V. Em 2004, com o seu crescimento, a Academia passou a ser chamada de Academia de Treinamento Espiritual da Seicho-No-Ie de Curitiba – PR.

Em 29 de julho de 2014, recebeu a visita do Supremo Presidente da Seicho-No-Ie – professor Masanobu Taniguchi e da Suprema Presidente da Associação Pomba Branca – professora Junko Taniguchi.

Ao longo desses anos, inúmeras pessoas encontraram a oportunidade de conhecer, estudar e colocar em prática os ensinamentos da Seicho-No-Ie, participando dos seminários. Por meio das palestras, orações, práticas e cerimônias, os seminaristas fazem profundas reflexões e encontram respostas para solucionar seus problemas. Tudo isso porque, nesta Academia, aprofundam a conscientização de sua natureza divina, despertam a gratidão e extraem de dentro de si uma força grandiosa capaz de vencer todos os desafios. A Academia está localizada na região metropolitana de Curitiba – Fazenda Rio Grande – bairro Campo de Santana e tem uma estrutura aconchegante com 02 salões, alojamentos, refeitório e estacionamento. Nas refeições são servidos alguns temperos e verduras colhidos na horta local, cultivada por voluntários. Além disso, a Academia conta com uma rica área verde, permitindo aos participantes um contato com a natureza, apreciando bela paisagem e a vivência da unidade entre todos os seres.