A Seicho-No-Ie e o Meio Ambiente

A Seicho-No-Ie, desde a sua fundação, em 1930, vem difundindo o modus vivendi segundo o qual a postura principal é a reverência à Vida, em todas as suas manifestações.
Atualmente, a questão ambiental vem ganhando vulto no cenário mundial, pela necessidade de se reverter as consequências desastrosas geradas pelas ações humanas destituídas de reverência à Vida.
Deste modo, a época exige que nos tornemos capazes, enquanto civilização, de promover o progresso, ao mesmo tempo que se preserva o meio ambiente.
NOVA CIVILIZAÇÃO!
O espírito de gratidão às dádivas da Mãe Natureza é a base da conduta ética correta para o cidadão de uma nova civilização!
A Seicho-No-Ie propõe a aplicação prática da gratidão na vida diária, como chave para a solução dos problemas ambientais da Terra. Para isso, compromete-se a contribuir para a “sustentabilidade do planeta”, reverenciando e respeitando a Mãe Natureza, como uma prática da vida religiosa no cotidiano e, concomitantemente, propaga esse sentimento religioso por meio das mídias e de suas atividades, legando à posteridade um “planeta limpo”.