Rodrigo Carneiro Rocha

Meu nome é Rodrigo Carneiro Rocha e minha esposa, Soraia Sercil Silva, e eu somos proprietários de uma academia de ginástica.

Conhecemos a Seicho-No-Ie através de uma aluna da academia.

Na mesma época estávamos passando por uma crise financeira, tínhamos acabado de fazer uma ampliação na academia e com todas as reformas usamos todos os nossos recursos, fazendo muitas dívidas.  

O nosso sonho se tornou um grande pesadelo. O número de alunos que tínhamos não era suficiente para pagar nossas despesas, nem mesmo da nossa academia.  Geramos dívidas na reforma que não conseguimos pagar.

Eu e minha esposa já frequentávamos a Seicho-No-Ie.  Numa das reuniões deram os avisos, como de costume, e divulgaram o Seminário do Sucesso (uma atividade específica para homens). Tomei a decisão de ir neste seminário, mesmo sem dinheiro. A nossa Associação Local dividiu a minha despesa de viagem e do seminário.

No dia tão esperado fomos de van para Ibiúna-SP, cidade onde fica a Academia Sul-Americana de Treinamento Espiritual da Seicho-No-Ie.  Dentro da van conheci pessoas especiais, mas teve uma que me chamou a atenção, o Sr. Moacir Kumagai, um grande Preletor da Seicho-No-Ie, que hoje está no plano espiritual.

Chegamos na Academia para o seminário que duraria 3 dias, conversei muito com “seu” Moacir, me abri, falei de tudo que estava acontecendo na minha vida.

O Sr. Moacir me falou o seguinte: torne-se membro da Missão Sagrada* e tudo vai se resolver.  No dia e hora certa o dinheiro vai aparecer, porque Deus não fez nenhum filho para sofrer.

Confesso que fiquei assustado com o que ele me explicou sobre a Missão Sagrada.  Até achei que fosse “conversa fiada”, mas minha fé foi maior que tudo. Quando eu retornei para minha cidade, a primeira coisa que eu e minha esposa nos tornamos membros da Missão Sagrada.

Após uma semana que tínhamos feito a inscrição na Missão Sagrada, o oficial de justiça nos procurou para nos intimar para a audiência da dívida dos impostos, e minha mulher ficou desesperada.  Então, eu olhei para ela todo tranquilo e falei: o Preletor Moacir falou que o dinheiro vem na hora certa. Ela ficou nervosa e me respondeu:  como o dinheiro vai cair do céu?  Vocês estão loucos!

Na mesma noite ela teve um grande sonho em que nos afiliamos a uma franquia de natação, que chamava Gustavo Borges.

Na manhã seguinte, acordamos e ela veio me falar do sonho e relatou com detalhes que tinha um brasão redondo que se adaptaria certinho na nossa fachada.

Bom, eu pensei, já é um começo para a solução. Lembrei-me das palavras do Preletor Moacir e senti uma fé que me vivificou na hora, deixando-me cheio de vontade de realizar este sonho, pois sabia que não era apenas um sonho.

Comecei imediatamente a fazer o meu papel. Liguei para a empresa para me informar do que era necessário para adquirir a franquia. Todas as informações me foram dadas, inclusive os preços, que não eram pequenos. No mesmo dia tomamos a decisão de fazer parte da franquia.

Então parti para a segunda parte, levantar o dinheiro para pagar a franquia e uma empresa de propaganda, pois precisa divulgar para o maior número pessoas esta franquia, para trazer alunos para saldarmos as dívidas. 

Fui até um grande amigo para trocar quatro folhas de cheque, que eram as últimas folhas de cheque que eu tinha, pois eu e a empresa estávamos com o “nome sujo”.

Aí, começou a obra divina. Esse amigo aceitou os cheques e me emprestou o dinheiro, meu grande amigo Marcelo.

Pronto, contratei a franquia e a empresa de propaganda. A partir daí tinha 15 dias para fazer tudo  acontecer e colocar os alunos na academia, pagando as dívidas.

Chegou o grande dia do lançamento da franquia na academia. Havia apenas 4 dias entre o início da franquia e a audiência em que deveria pagar as dívidas.

Um dia antes da audiência já tinham se matriculado 350 alunos e, no dia da audiência, nós tínhamos o dinheiro para pagar os impostos e tudo começou se organizar financeiramente. Eu e minha esposa somos eternamente gratos a este grande Movimento, pois os Ensinamentos da Seicho-No-Ie a as palavras do Preletor Moacir salvaram nossas vidas. E eu só quero agradecer e divulgar esse belo Ensinamento. 

Muito Obrigado!

* A Missão Sagrada é um sistema de contribuições através do qual a SEICHO-NO-IE DO BRASIL custeia suas atividades, como o envio de preletores a diversas regiões do mundo e a países da América Latina, a construção e a manutenção da Sede Central, de regionais, associações locais e academias, e a realização de cursos, seminários e conferências de treinamento espiritual.