Página Principal
Academias
Sobre a Seicho-No-Ie
Forma Humana
Práticas e Cerimônias
Presidentes
Meio Ambiente
Museu Histórico
Organizações
Artigos
Relatos
Notícias
Mensagem do Dia
Lista de Orações
Sede Central
Domingo da SNI
Semana da Paz
Seminário da Luz
Programação 2013-2014
Seicho-No-Ie no Ar
Revistas da SNI
Círculo de Harmonia
Enkan
Brasil Português
Brasil Japonês
América Latina
Outros países
Fale Conosco
Webmaster
Regras de Internet
Direitos Autorais
 


Feliz Dia dos Pais!


“Dentre os teus irmãos, os mais importantes são teus pais. Mesmo que agradeças a Deus, se não consegues, porém, agradecer a teus pais, não estás em conformidade com a Vontade de Deus”

Trecho das Revelações Divinas do Acendedor dos Sete Candeeiros, escrita sob inspiração divina pelo fundador da Seicho-no-Ie, Mestre Masaharu Taniguchi em 1931.


Abençoados sejam todos os papais deste mundo! Um dos pilares fundantes da doutrina da Seicho-No-Ie é justamente o amor e a gratidão aos pais. Nas palavras das Revelações Divinas do Acendedor dos Sete Candeeiros, que foi escrita pelo Mestre Masaharu Taniguchi, os pais já aparecem como fundamentais na busca por Deus.

O Amor entre pais e filhos


Dentre tantos textos das centenas de obras sagradas onde os pais são definidos como a própria manifestação de Deus, porque nos deram a vida de presente, um livro dá especial atenção a esse assunto. O Amor Entre Pais e Filhos, do Professor Seicho Taniguchi, traz uma série de relatos em que o fato de reconhecer nos pais a própria Vida de Deus foi decisivo para a felicidade das pessoas.

Agradeça ao seu pai


Você já parou para pensar sobre o valor que passou pelas mãos de seu pai? Seu sustento, seu estudo, sua roupa – enfim, pelas mãos de papai passou algo mais valioso do que todo o ouro da Terra, passou a sua vida. Mesmo que você não o conheça ou não more com ele, mesmo que ele tenha feito coisas que provocaram mágoa, nesse dia aproveite para se reconciliar com a origem de sua vida. Sem reconhecer valor na origem de nossa vida, jamais conseguiremos sentir verdadeiro valor no que somos e no que fazemos, e isso trava o destino.

As asas de um anjo


Por isso, hoje, onde quer que seu pai esteja, é o dia de lembrar com carinho das mãos dele: você verá que na verdade são duas grandes asas de um anjo. Quantas vezes nossos pais precisaram acender a luz do dia com alguns gravetos de lenha, poucos pedaços de pão, e aí saíam de casa feito soldados de Deus, indo à busca pelo nosso jantar? E à noite havia uma ceia, o milagre de matar nossa fome. E muitas vezes nós ainda só fazíamos cobrar mais. Muitas vezes cobramos afeto de papai, sem ver que ele precisou abdicar da beleza e da poesia da própria vida para nos dar sustento. E nós, de barriga cheia depois da refeição conquistada pelo suor dele, tantas vezes cobramos atenção. É tempo de reverenciar a alma desse escudeiro de Deus em nossas vidas!

Junte as mãos e diga: “MUITO OBRIGADO, PAPAI!”


Talvez um dia você tenha condenado seu pai mentalmente. Hoje, peça perdão. Papai vive em você, e se você não consegue vê-lo como um ser sagrado, também não conseguirá sentir Deus de verdade dentro do seu coração.

AOS PAPAIS DO BRASIL E DO MUNDO, FELIZ DIA DOS PAIS! E a todos os filhos, fica a dica da Seicho-No-Ie: PARA SER FELIZ, AMEM SEUS PAIS INCONDICIONALMENTE!