Página Principal
Academias
Sobre a Seicho-No-Ie
Forma Humana
Práticas e Cerimônias
Presidentes
Meio Ambiente
Museu Histórico
Organizações
Artigos
Relatos
Notícias
Mensagem do Dia
Lista de Orações
Sede Central
Domingo da SNI
Semana da Paz
Seminário da Luz
Programação 2013-2014
Seicho-No-Ie no Ar
Revistas da SNI
Círculo de Harmonia
Enkan
Brasil Português
Brasil Japonês
América Latina
Outros países
Fale Conosco
Webmaster
Regras de Internet
Direitos Autorais
 

Cerimônia solene marca 26º ano do passamento do Sagrado Mestre Masaharu Taniguchi


 

Memórias da vida do fundador da Seicho-No-Ie foram visitadas em evento tradicionalmente marcado pela emoção.

Diretores, superintendentes, lideranças regionais, funcionários da Sede Central e adeptos participaram da Cerimônia de 26º Ano de Falecimento do Sagrado Mestre Masaharu Taniguchi, ocorrida no dia 16 de junho de 2011, das 14h às 16h, no Salão Nobre da Sede Central da SEICHO-NO-IE DO BRASIL (SNI/BR), que fica no bairro Jabaquara, em São Paulo-SP. A cerimônia solene foi conduzida pelo Presidente Doutrinário para a América Latina, prof. Yoshio Mukai, e a palestra comemorativa foi proferida pela Aspirante a Preletora da Sede Internacional Lílian Suzi Baffi Norimatsu, Presidente Nacional da Associação Pomba Branca da SNI/BR. Cerca de 260 pessoas acompanharam a leitura simultânea da sutra sagrada nos dois idiomas, japonês e português. O clima, de saudade, em nada lembrava tristeza. Pelo contrário, episódios inspiradores da história pessoal do Sagrado Mestre foram citados, fazendo com que os participantes se sentissem convidados a reafirmar os votos como praticantes do Ensinamento “Homem, filho de Deus”.

Cartas de um praticante – A Diretora Presidente da SEICHO-NO-IE DO BRASIL (SNI/BR), profa. Marie Murakami, ao fazer uso da palavra, citou as cartas que constam de uma coletânea preparada pela profa. Emiko Taniguchi. Nas correspondências, o Sagrado Mestre escrevia para a esposa, profa. Teruko Taniguchi, e para a filha, Emiko, enquanto fazia as viagens de pregação. “Podemos constatar que ele transmitia a Verdade, mas, antes de tudo, era um praticante”, afirmou a profa. Marie, que disse ainda: “O casal Taniguchi nos deu exemplo de como praticar a Seicho-No-Ie. Que esta cerimônia sirva para reafirmarmos o propósito de sermos fervorosos praticantes do Ensinamento”, concluiu a Diretora Presidente.

Palestra comemorativa – A preletora Lílian Suzi Baffi Norimatsu chorou mais de uma vez durante a palestra comemorativa que proferiu após a Cerimônia. Na plateia, era possível perceber que pessoas de todas as idades, muitos descendentes japoneses e também muitos brasileiros, emocionaram-se até as lágrimas. Ela citou o autor do livro O Homem Milagre do Japão, Roy Eugene Davis, que conta na obra a trajetória do Sagrado Mestre. Ela também narrou episódios da juventude do fundador da Seicho-No-Ie. Ao final, citou momentos descritos pela profa.Teruko Taniguchi na obra Reverenciando-o como Mestre, Amando-o Como Marido, que narra os últimos dias do Sagrado Mestre no plano terreno. “O fato de haver curas ou de as pessoas prosperarem não são as maiores graças alcançadas aqui, porque um dia este corpo se vai e teremos de deixar todos os bens neste mundo. Por isso, a maior graça que atingimos na Seicho-No-Ie é a convicção de que somos filhos de Deus. E isto devemos ao Sagrado Mestre Masaharu Taniguchi”, disse a preletora Lílian.